segunda-feira, 15 de março de 2010

A Cor Preta


Como já foi explicado em outras análises, a filosofia de cada cor gira em volta de como a respectiva cor interpreta o mundo ao seu redor. Assim, a visão de um mundo ideal para o Preto é “auto-centrada”, ou seja o Preto define o mundo em como ele o afeta. Portanto, para o Preto, cada indivíduo tem o seu propósito em vida: fazer de sua vida a melhor possível. E isso é totalmente justo, aos olhos do Preto, tanto quanto todos têm a cobiça de extrair tudo que pode dos outros. Porém, esse estilo de vida possui muitas vítimas (afinal, para que alguém possa ganhar, outros têm de perder), mas o Preto acha que o mundo é assim: os fracos se sacrificam para o mais forte.
  
Para cumprir seus objetivos, o Preto busca poder. Por quê? Pois, diferente das outras cores, o Preto não sente a necessidade de regrar o que é ou não errado. Para o Preto, o indivíduo tem liberdade para usar os meios que quiser para atingir seu objetivo. Além disso, o verdadeiro caminho para o sucesso nesta cor é a habilidade de fazer tudo o que bem entende, pagando o respectivo preço. Se há alguém que está mantendo você longe de seus desejos e quereres, então você ainda está longe do seu objetivo número 1.

O Preto acredita que todas as outras cores querem mudar o mundo para algo que ele não é. O Preto acha fácil aceitar o mundo exatamente como ele é. Humanos e humanóides são essencialmente seres egoístas. Qualquer outra crença é simplesmente negação, de acordo com sua perspectiva. Claro, seria ótimo se o mundo fosse melhor, mas ele não é. E, se o Preto tem de viver nesse mundo, então ele irá jogar pelas regras desse mundo. E essas regras são simples: faça o que você quiser, pois em determinado momento aparecerá alguém mais forte que você e o destronará.
  
A filosofia do Preto chega a ser considerada baixa e suja, de tão simples. O Preto quer o que quer, e vai usar de todos os meios possíveis para obter sucesso em suas buscas. O derradeiro objetivo? Nada menos do que o poder supremo, ou seja, a onipotência.
  
Esta é a área em que o Preto demonstra sua maior capacidade. Todas as outras cores impõem limites sobre si mesmas. Suas limitações são físicas, intelectuais ou morais. Mas o Preto não faz isso. Pelo contrário, ele usa as ferramentas que estiverem disponíveis. Morte, doença, loucura, o que for necessário. Nada passa dos limites para o Preto. Mecanicamente, isto é o que faz do Preto a cor da destruição da vida e do descarte.

O Preto não liga em pagar qualquer custo para suas mágicas. Pagar com a vida, sacrificando criaturas, abrindo mão de partes do corpo aleatoriamente. O Preto faz de tudo para conseguir tudo. Em termos de regras, isto explica o porquê do Preto ser o melhor em usar custos alternativos para usar suas mágicas (geralmente os próprios pontos de vida do jogador). O Preto pode fazer tudo, se tiver o que sacrificar.

Além disso, o Preto é mais do que a vontade de desfacelar outros. Por que investir energia em algo, se você pode simplesmente consumir o que é dos outros? Tomar algo dos outros é um dos caminhos de provar sua própria força.

As alianças do Preto com o Lado Negro o permitem liderar uma horda de perigosas (e às vezes dementes) criaturas na batalha, garantindo acesso à arriscadas, porém poderosas mágicas. O Preto tem acesso a tudo, porém, sempre há um preço grande.

A vontade do Preto em mergulhar nesses recursos pérfidos o faz a cor mais poderosa e, ao mesmo tempo, a mais difícil de manipular. Os maiores perigos para o Preto não vem das outras cores, mas sim de si mesmo. O Preto é a cor que mais tem tendência a lutar consigo mesma, e às vezes perder o controle sobre seus próprios tributos (tanto figurativa quanto literalmente). 

O Preto baseia-se em conseguir poder. O seu objetivo é usar quaisquer meios para conseguir o que quer. Portanto, o Preto representa vários elementos do lado “parasita” da vida.
  
O Preto está focado apenas em si. Portanto, ele odeia (e, para ser franco, nem compreende) aqueles que põem as necessidades dos outros na frente das do próprio indivíduo. Como você pode viver sem se preocupar consigo mesmo? São idiotas, mas são idiotas perigosos.

O Preto acha que criaturas motivadas por falsas criações como moralidade e espiritualismo podem ser dobradas com a tortura adequada. Portanto, ele tem de atacar e destruir antes que seus inimigos se agrupem e se unam de modo a se tornarem muito fortes.

No Branco, o Preto vê uma cor levada pela idiotice. A vida é dura o suficiente sem criar restrições sobre si mesmo. Além disso, o Branco sempre tenta impor suas leis e regras sobre os outros. E essas leis e regras protegem os fracos às custas dos fortes! Tais idéias devem ser eliminadas antes que se difundam.

No Azul, o Preto vê uma cor que compreende a razão de tudo. É uma cor que vê a importância de manter a posição de domínio e superioridade. Se o Azul gastasse mais tempo com ação e menos com análise, com certeza, seriam cores irmãs.

No Vermelho, o Preto vê uma cor que não teme agir para seus próprios interesses. Trata-se de uma cor que abraça a necessidade de ser forte para sobrepujar o fraco. Infelizmente, o Vermelho é muito inconseqüente em suas execuções.

No Verde, o Preto vê uma cor incapaz de tomar os passos necessários para terminar o serviço. Como o Branco, o Verde valoriza muito as qualidades sem valor, como amizade ou imparcialidade. A grande fraqueza do Verde está em sua fé cega na vida. Com certeza, a vida é útil (afinal, muitas magias poderosas vêm do sacrifício dela), mas o Verde exagera muito nesse aspecto.

A maior força do Preto vem do seu desejo infindável por usar todos os recursos úteis para avançar em sua causa. Ele não desvia de nenhuma oportunidade. Porém, o lado ruim disso é que geralmente o Preto se mete com coisas que não devia. Dessa froma, é a cor que mais se destrói. Em suma, o foco do Preto no individualismo o faz uma cor pobre em contato com os outros, portanto, é uma cor isolada. Quando o problema chega abalando, ele não tem ninguém para recorrer, senão si mesmo.

É impossível se falar do Preto sem discutir esse ponto dolorido. O Preto é um sinônimo do Mal? Eu não creio. Claro, as pessoas associam o Preto à maldade e perversidade. De fato, trata-se claramente da cor mais disposta a ser cruel. Os vilões fantasiosos e tradicionais sempre terminam caindo para o Preto. E, jogando Magic, rapidamente podemos perceber a natureza do Preto. Porém, temos que entender que ter uma predisposição a ser mal é diferente de ser "o Mal".

Deixe-me explicar: a Color Pie foi a ferramenta usada para dar estrutura ao jogo. Cada cor nesta roda representa uma filosofia diferente. Quando a cor incorpora um sentimento, é único daquela cor. Aliados daquelas cor podem ser simpáticos àquele sentimento, mas nunca irão incorporá-lo totalmente. No mais, a primeira razão do porque do Preto não poder ser sinônimo de maldade é porque o Mal não é limitado apenas ao Preto. Cada uma das cinco cores é capaz de cometer atos de maldade em nome de sua respectiva filosofia. O Branco criará fascismo. O Vermelho cometerá genocídio. O Verde irá destruir violentamente o que lhe incomoda. O Azul irá roubar as coisas. “Maldade” não é um conceito sobre crenças, mas sim sobre ações. Sendo assim, todas as cinco cores são capazes de fazer coisas más.

Além disso, muitas das coisas que o Preto incorpora podem ser usadas para o bem. Por exemplo, o Preto é a cor que eleva a importância do indivíduo. Essa é a parte fundamental do capitalismo e da Constituição Americana. Às vezes, o egoísmo pode ser saudável.

As pessoas geralmente confundem amoralidade com imoralidade. O Preto não é contra a moralidade. Ele simplesmente não crê que signifique algo. Uma pessoa amoral pode cometer atos morais, tanto quanto pode cometer imorais.

Então, sim, o Preto geralmente pode agir sob um aspecto que é considerado malvado. Porém, o Preto como uma cor não é totalmente maligno. Ser influenciado pelas filosofias do Preto não necessariamente significam que você irá cometer vilanias.

3 comentários:

  1. Seu Blog é muito bom! Estou fascinada! Parabens!

    Estou adorando ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado! Aos poucos sempre tem atualizações! Leitura nunca faltará! hehehe

      Excluir
  2. O melhor texto que eu ja li na minha vida sobre as cores de MAGIC e principalmente na minha preferida o BLACK, parabéns.

    ResponderExcluir